sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Cardápio da Alma (Martha Medeiros)


Comecei este ano sem tempo de blogar - trabalho, minhas duas filhas e a gravidez de 7 meses, mais uma pequena reforma em casa para receber um bebê - isso tudo tem me ocupado nos últimos meses.

Pra começar o ano (já um pouco tarde), escolhi um texto da Martha Medeiros (eu adoro os textos dela!) que eu acho que vem bem a calhar para esta época em que vivemos com tantas coisas na cabeça, esquecendo muitas vezes de alimentar a alma.

Cardápio da Alma
Arroz, feijão, bife, ovo. Isso nós temos no prato, é a fonte de energia que nos faz levantar de manhã e sair para trabalhar. Nossa meta primeira é a sobrevivência do corpo. Mas como anda a dieta da alma?

Outro dia, no meio da tarde, senti uma fome me revirando por dentro. Uma fome que me deixou melancólica. Me dei conta de que estava indo pouco ao cinema, conversando pouco com as pessoas, e senti uma abstinência de viajar que me deixou até meio tonta. Minha geladeira, afortunadamente, está cheia, e ando até um pouco acima do meu peso ideal, mas me senti desnutrida. Você já se sentiu assim também, precisando se alimentar?

Revista, jornal, internet, isso tudo nos informa, nos situa no mundo, mas não sacia. A informação entra dentro da casa da gente em doses cavalares e nos encontra passivos, a gente apenas seleciona o que nos interessa e despreza o resto, e nem levantamos da cadeira neste processo. Para alimentar a alma, é obrigatório sair de casa. Sair à caça. Perseguir.

Se não há silêncio a sua volta, cace o silêncio onde ele se esconde, pegue uma estradinha de terra batida, visite um sítio, uma cachoeira, ou vá para a beira da praia, o litoral é bonito nesta época, tem uma luz diferente, o mar parece maior, há menos gente.

Cace o afeto, procure quem você gosta de verdade, tire férias de rancores e mágoas, abrace forte, sorria, permita que lhe cacem também.

Cace a liberdade que anda tão rara, liberdade de pensamento, de atitudes, vá ao encontro de tudo que não tem regras, patrulha, horários. Cace o amanhã, o novo, o que ainda não foi contaminado por críticas, modismos, conceitos, vá atrás do que é surpreendente, o que se expande na sua frente, o que lhe provoca prazer de olhar, sentir, sorver. Entre numa galeria de arte. Vá assistir a um filme de um diretor que não conhece. Olhe para sua cidade com olhos de estrangeiro, como se você fosse um turista. Abra portas. E páginas.

Arroz, feijão, bife, ovo. Isso me mantém de pé, mas não acaba com meu cansaço diante de uma vida que, se eu me descuido, torna-se repetitiva, monótona, entediante. Mas nada de descuido. Vou me entupir de calorias na alma. Há fartas sugestões no cardápio. Quero engordar no lugar certo. O ritmo dos dias é tão intenso que às vezes a gente esquece de se alimentar direito.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Um ótimo começo de ano a todos, lembrando sempre de alimentar a alma de coisas boas, sempre!

Beijos,
Rosana

6 comentários:

Jeanne disse...

A Marta Medeiros escreve bem sempre, mas este texto é demais e chegou num momento em que também ando cansada da rotina.
Ainda bem que semana que vem saio um pouco, para alimentar a alma também,rsrsrsrs...
Beijos

betty disse...

Alimentar a alma é imprescindível, ela tem fome maior que a do corpo. Não podemos descuidar disso, de jeito algum.
beijinho

Patty disse...

É sempre muito bom ler os os textos da Martha Medeiros, Rô e saber que teu espaço está atualizado é bom também..hahaha

Cuide-se que tá chegando a hora.

Beijo

luzdeluma disse...

Imagino a correria que anda por aí!! Eu adoraria estar decorando um quarto de bebê, espalhando cores neutras e cheirinhos. O Cheirinho de casa com bebê é uma delícia.
Rosana, a sua alma está bem alimentada, iluminada!! As crianças mesmo que nos canse, nos anima também! Todo dia há uma novidade, agitação, coisas que ao final do dia, gritamos por descanso. É um cansaço que o tempo fará lembrar com saudade!!
O texto fechou!! Beijus

Cristiane disse...

Rosana querida,

Que bom vir aqui,que bom receber uma visita sua e saber que está tudo bem, às voltas com os preparativos para a chegada de um bebê! Como disse a Luma,sua alma está bem alimentada...adoro os textos da Martha,assim como seus livros, ela chega direitinho lá no fundo, ou melhor: Na alma!

Nós estamos muito bem querida,graças a Deus! Obrigada pelo carinho, eu gosto muito de você!

Beijinho,Cris

Maria Levy disse...

Alimentar o alma e o corpo tem que ser feito da mesma forma.
Um pode pedir comida mas também compartilhar com os seres queridos e dar amor para todos.