sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Cuidado com as expectativas exageradas! (Ou, Descendo das nuvens)



Nos dias de hoje, somos levados a acreditar que status e fama trazem felicidade. Segundo Polly Young Eisendrath, psicóloga junguiana americana, essa crença pode trazer uma série de problemas de auto-estima, pois normalmente temos expectativas altas e irreais com relação a nós mesmos ou aos outros. Estas expectativas exageradas, que geralmente não se concretizam, podem gerar problemas sérios posteriormente. A pessoa, que antes acreditava ser capaz de atingir a fama ou status, acaba sentindo-se deprimida e incapaz, o que também não é verdadeiro.

Segundo Polly Young, devemos nos lembrar de que somos seres humanos comuns, e que para sermos bem-sucedidos em qualquer atividade precisamos da ajuda de inúmeras pessoas que estão à nossa volta. Ninguém consegue ser bem-sucedido sozinho, sem ajuda, sem apoio ou sem a humildade de aprender com os mais experientes. Existe um processo de aprendizado e desenvolvimento das nossas capacidades que pode levar muitos anos até atingirmos o nível de reconhecimento externo. Mais importante que o reconhecimento externo (status e fama), é termos paciência com nossos erros e disposição para aprender. O que acontece hoje em dia, é que queremos que o reconhecimento venha de forma rápida, precisamos de elogios para nos sentirmos valorizados, e isso muitas vezes não acontece da forma como esperamos, nos causando muita angústia e vontade de desistir.


Se pensarmos em nós mesmos como seres humanos comuns, sem expectativas irreais de fama, riqueza ou status, podemos nos tornar mais felizes com o que somos. O autoconhecimento é fundamental nesse processo de mudança de expectativas. Saber nossos pontos fortes e fracos nos ajuda a ter uma visão mais realista de nós mesmos. A disposição e humildade para aprender, sabendo que os erros fazem parte da caminhada, nos ajuda a chegar onde queremos. Para sermos felizes, o mais importante é estarmos satisfeitos conosco mesmos, conscientes de nossas limitações, sem expectativas exageradas com relação a nós ou aos outros.


Um bom final de semana!
Rosana

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

12 comentários:

Cristiane disse...

Rosana querida,

Me entristece ver essa inversão de valores. As pessoas buscam a felicidade emcoisas temporárias como os bens materiais,esquecendo-se, deque a felicidade e o nossobemestar depende de algo bem maior que isso.

Um ótimo post querida,um fimde semana feliz para você e todos os seus,beijinho,Cris

Patty disse...

Rô,

A frase final, pra mim, é o pulo do gato. Entender e praticar.
Um beijo, querida.

ps: tudo bem aí?

betty disse...

O autoconhecimento é um aprendizado sem fim, há que estar atento sempre. Não é tarefa fácil, muitas vezes, até se chegar num estágio razoavel, há sofrimento causado pelas frustações. No entanto, quando se ultrapassa a linha da ignorância tudo passa a ser mais leve e claro.

beijinho

Tina disse...

Oi Rosana!

Penso que o ponto mais importante é estar sempre disposto a aprender, não acha?

beijos querida e bom feriado,

Jeanne disse...

Rosana,muito apropriado este texto, hoje em dia, mais do que nunca,a ilusão da fama fácil toma conta das pessoas.
Li em algum lugar que a gente nunca deve se comparar com os outros, pq ou nos achamos melhores (o que é ruim) ou nos achamos piores (o que é ruim também).
Cada ser é único e especial por ser da forma que é.
Beijos

luzdeluma disse...

Não deu pra assistir ao video, aparece a mensagem:

"Este vídeo não está mais disponível devido à reivindicação de direitos autorais WMG"

Rosana, acho legal a pessoa que quer ser bem sucedida e procura pelo sucesso profissional, mas sabendo o seu limite e não invadindo o do outro. Pessoas que dão o 'pulo maior que as pernas' sem estarem preparadas, acabam por sofrer frustrações que são difíceis de contornar. Isto pode gerar bloqueios até mesmo dentro dos relacionamentos afetivos.
A felicidade está em pequenas realizações e no compartilhamento de momentos. Se você não tem a quem contar suas realizações ou mesmo alguém para te parabenizar, pra quê a fama? Sabemos de casos de famosos solitários. Muito triste.
Bem sabe que, existe coisa mais grandiosa do que participarmos das conquistas de nossos filhos? Dos amigos e familiares? Um olhar agradecido, um sorriso espontâneo ou um abraço apertado? Tudo isso é felicidade!

Evellyn disse...

Certa vez li uma frase que é a mais pura verdade: "A maior pressão que sofro é a que exerço sobre mim mesma."
A felicidade é encontrada nas pequenas coisas, porém somos levados a pensar que preciamos ter e ser sempre mais e melhor. Encontrar o equilíbrio é fundamental...
Beijos

Jeanne disse...

Olá,, tem um selinho para ti lá no blog.
Beijos

ellisabete cunha disse...

Rosana

Eterno aprendizado querida!

beijo sinceroo!

elisabete cunha disse...

UM ENORRRRRME BEIJO!

Aquele que conheceu apenas a sua mulher, e a amou, sabe mais de mulheres do que aquele que conheceu mil.

Leon Tolstoi

elisabetecunha disse...



Como vc está?

e o bebê?

luzdeluma disse...

Rosana, minha linda!! Quando nascer e você ainda não tiver tempo, vem aqui no blogue e escreve bem grande NASCEU só pra gente saber que está tudo bem, que foi tudo direitinho. Estou aqui ansiosa!! Beijus