terça-feira, 21 de outubro de 2008

Borboletas


Borboletas
(Mário Quintana)

Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.

As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.

Temos que nos bastar... nos bastar sempre, e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.

As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.

Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.

Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.

O segredo é não cuidar das borboletas e sim cuidar do jardim para que elas venham até você.

No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!


6 comentários:

Jeanne disse...

Nada mais verdadeiro, se todos conseguissem seguir estes conselhos, seria bem mais fácil...
Beijos

Adriana disse...

Ah, eu sempre adorei esse texto e a frase: O segredo é não cuidar das borboletas e sim cuidar do jardim para que elas venham até você. Grande verdade essa!!

Bjos! ;)

elisabete cunha disse...

Rosana

Eu realmente viajo nas palavras de Quintana...
E fico feliz em compartilhar com vcs..tanto carinho!

um beijoooooooooEVRDLS

Tina disse...

Oi Rosana!

E ele sabia das coisas, não? O Segredo revelado há muito tempo...

beijo grande,

Patty disse...

Minha querida Rô,
Adoro Quintana e esse grande segredo devemos colocar em prática. Estou aprendendo e cuidando do meu jardim.

Um beijo

Cristiane disse...

Rosana querida,

Sou apaixonada por Mário Quintana ( outro Mário, rs) ele é na minha opinião, o maior de todos os nossos poetas. Esse poema dele é lindo demais, aliás, todos o são, rs

Obrigada pelas visitas querida, gosto muito de você viu?
Um fim de semana iluminado, Cris