domingo, 12 de outubro de 2008

Uma explicação sobre o caos



Robert Happé é um filósofo holandês que já viveu em vários países e conheceu muitas culturas. Ele também é um estudioso da espiritualidade humana.

Nesta entrevista, ele fala com muita clareza e lucidez sobre problemas atuais da humanidade e como chegamos a eles. Separei alguns trechos que achei esclarecedores, mas vale a pena assistir á entrevista até o fim. Nada como um filósofos para nos ajudar a perceber como vivemos e a refletir sobre nosso papel na sociedade.

"A vida é uma jornada para descobrir quem você é."

"Quando você chega naquela encruzilhada de descobrir quem você é, você chega à paz."

"Nós temos tentado por milhares e milhares de anos criar um mundo que seja próspero, onde reconheceremos uns aos outros como divinos e iguais, que compartilham e cooperam, mas nunca fomos capazes de fazer isso."

"Todas as pessoas são iguais. Todas elas querem amar e todas elas querem ser amadas. Apesar de todos querermos ser amados, de alguma forma é difícil para as pessoas amarem umas às outras e serem honestas umas com as outras, e trocar coisas de uma forma honesta."

"As pessoas organizaram nosso sistema de tal maneira que todos querem ter lucro. É um tipo de doença."

"A situação ficou triste. O amor foi totalmente esquecido. E isso é por causa do nosso sistema, que passou do dogma religioso ao dogma econômico."


"Nosso mundo é o mundo da dualidade: tudo o que costumava ser um é separado em positivo e negativo, masculino e feminino. E esses dois precisam se unir. Nunca aprendemos em nossas religiões que o masculino e o feminino precisam se unir para ficarem conscientes."


Uma boa semana, com mais amor e mais consciência do que somos.












6 comentários:

elisabete cunha disse...

Rosana

Que bomque voltou, senti sua falta de verdade.

Que frase

"A vida é uma jornada para descobrir quem você é."

uauuuuuuuuuuuuuuuuuuu


beijooooooo
te liNkei,pro ce nao fugir.kkkkk

Jeanne disse...

Pura verdade este texto, é para reler com calma.
Teu gatinho está agitado hoje, mal cheguei perto com o mouse ele já esticou a patinha,rsrsrs...
Não estou grávida, já tive meus bebês maravilhosos graças a Deus.
Será que é por causa a animação de bebê que coloquei no blog que chegaste a esta conclusão?
Bem, pouco importa, já que estou sempre grávida de novas idéias para o meu trabalho na evangelização e com o neto...
E bebês são sempre bem vindos, nem que seja virtualmente, não é mesmo?
Parabéns pelo teu bebê, que vcs sejam muito felizes.
Beijos

Grace Olsson disse...

Esse texto é de uma pureza incrível.
Ele está certo.
As viagens que ele fez ao redor do mundo fez dele uma pessoa mais aberta a outras realidades.
Acredito que viajar é uma forma de nos livrarmos de nossa visão pequena dianteda vida.
Se bem que, muita gente viaja e nada faz. E termina por perder uam grande chance de crescimento.
beijos e dias felizes

SEU BLOG ESTÁLINDO.
VOU LINKÁ-LO.

Patty disse...

Rosana,

Tô sempre aprendendo contigo e eu precisava "ouvir" muitas frases dessas aí.

Beijo e boa semana!

Cristiane disse...

Rosana querida,
Bom dia!
Não me canso de te dizer que é bom demais tê-la de volta viu? Eu gosto demais de você!

Ler esse seu post me trouxe muitas reflexões, e é sempre bom demais fazê-las, não é mesmo?
Tudo bem com o bebê e com a mamãe?
Eu desejo que sim querida.
Quando puder apareça, não sei se você já conhece o Caminhando, um espaço novo que eu criei, tem sempre o link dele nos posts do Fragmentos, vai lá e conheça, acho que você vai gostar...

Uma semana iluminada para vocês, com carinho, Cris

Betty disse...

As grandes verdades são óbvias, naturais, em nada elaboradas. O que ele diz é a verdade que não conseguimos enxergar, em nossa busca frenética pelo inusitado.

Bem-vinda de volta, querida amiga!